Empregador não deposita o Fundo de Garantia - FGTS

             Quando o empregador deixa de fazer os depósitos, mesmo que seja apenas por atraso, além de ser conduta ilícita passível de multa, é também uma afronta à segurança econômica do trabalhador. Este não é mais obrigado a continuar vinculado a empresa que descumpre estes preceitos. Ou seja, o trabalhador pode requerer a rescisão contratual e “ser demitido” em situação equivalente à demissão sem justa causa por violação contratual. O empregado então poderá receber todos os direitos trabalhistas, como saque do FGTS, seguro-desemprego, saldo de salário, férias mais um terço vencidas e proporcionais, 13º salário integral e proporcional, aviso prévio indenizado, FGTS mais 40%, entre outras.

             Portanto, você trabalhador que não tem o FGTS depositado, entre em contato conosco, faça uma consulta que nosso advogado especialista em FGTS analisará minunciosamente seu caso e o orientará da melhor maneira possível, garantindo assim os seus direitos e evitando abusos.

             Não deixe seu direito ser lesado, procure imediatamente nosso advogado especialista em rescisões trabalhistas que, por meio de uma ação na Justiça do Trabalho, defenderemos e restabeleceremos o seus direitos.